Português Italian English Spanish

Maioria dos vereadores de Mutunópolis,vota a favor do arquivamento de denuncia contra Presidente da Câmara

Maioria dos vereadores de Mutunópolis,vota a favor do arquivamento de denuncia contra Presidente da Câmara

Maioria dos Vereadores votaram pelo arquivamento de denuncia contra Presidente da Câmara, Tharles Leonel

O que poderia ter sido uma sessão para instrução de uma comissão processante, foi o veredicto da maioria dos vereadores de Mutunópolis.

O Jornal Norte Aki, esteve na tarde desta sexta feira, dia 2 de Fevereiro de 2018, na cidade de Mutunópolis, assistindo uma sessão com a presença de todos os 9(nove) vereadores, que colocava em apreciação uma denúncia contra o presidente da Câmara, o  vereador Tharles Eloisio de Oliveira Leonel.
A denúncia foi feita pelo vereador Carlito Matias de Mendonça do PSD, informando vários fatos de improbidade administrativa, inclusive com recursos da Câmara Municipal, segundo a denúncia, para satisfação de interesses pessoais.
Uma das denuncias é que o presidente da câmara recebeu 5(cinco) pagamentos de seus salários,somente no mês de Outubro de 2017,sem conhecimento do denunciante que é tesoureiro da Câmara, conforme emissão de cheques, cada um no valor de 3.609,39, perfazendo o total de R$-18.046,95,somente em Outubro de 2017. Em Janeiro de 2018, o presidente denunciado emitiu a seu favor o cheque de R$-3.609,39, sem assinatura do denunciante, que é tesoureiro daquela casa de leis e que precisava ter as duas assinaturas.
O vereador Carlito Matias, constou também na folha 4(quatro) da Denuncia Por Ato de Improbidade, que o presidente Tharles Leonel, realizou irregularmente, 3(três) depósitos identificados em conta bancária da Câmara Municipal de Mutunópolis/Go, cuja quantia soma R$-22.956,34. 
Após essas denuncias comprovadas por documentos, o denunciante mencionou ainda o art.75 do regimento Interno, que a corrupção e improbidade administrativa, que prevê a perda do mandato.
A denuncia foi lida pelo vereador Tiguinha, primeiro secretário da Casa, e antes o término da leitura do todo, foi interrompido pelo Vereador denunciado que presidia a sessão, colocando em votação. Nominando cada vereador e perguntando se era a favor do arquivamento da denuncia ou o prosseguimento da denúncia. O resultado, foi 4(quatro) vereadores votaram pelo arquivamento da denúncia e 3(tres) vereadores votaram pelo prosseguimento da denuncia,pois o Vereador Carlito Matias,autor da denuncia, não votou e nem vereador denunciado,Tharles Leonel,eram impedidos de votar.
O Jornal Norte Aki, conversou com o vereador denunciante tesoureiro, Carlito Matias, após o resultado, ele disse que vai prosseguir com a denuncia, agora, via Ministério Público de Estrela do Norte, onde Mutunópolis é jurisdicionado, o vereador Tiguinha, que pediu vistas e  que teve sua pretensão indeferida por voto.Disse ele que estará tomando as medidas cabíveis diante da instancia judicial.
A vereadora Méia Vaz, disse que votou favorável o arquivamento, em virtude, de não ter provas sustentáveis para o prosseguimento. O denunciante alega falsificação de assinatura, e isso tem que ser feito um exame grafotécnico para averiguação. O Vereador Lúcio, também acha que é necessário ser feito provas mais consistentes.
Tudo indica que esse processo de Ato de Improbidade, terá a possibilidade de subir para o Ministério Público. Parte da população de Mutunópolis saiu da Câmara,estarrecida com a atitude da maioria dos vereadores,enquanto outros parceiros do vereador presidente, comemoraram o resultado,do arquivamento.
Na Sessão da Câmara convocada para, apurar as irregularidades, compareceram os vereadores: Tharles Eloisio de Oliveira Leonel(presidente denunciado),Waldin Rodrigues da Cunha-Pezão(Vice Presidente),Carlos Antonio Soares (1º secretário) Valdivino Reinaldo(2º secretário),Carlito Matias de Mendonça(Tesoureiro),Lucimar José Matias,Laudiméia Vaz Dias,Fabiano Ullisses de Souza,Adelmo Batista de Rezende.

 

 

 

 

CONTRAS E A FAVOR 


Contra o arquivamento da denuncia,votaram os vereadores: Carlito Matias de Mendonça(não votou por ser o denunciante),Waldin Rodrigues da Cunha(pezão),Carlos Antonio Soares, e Valdivino Reinaldo. 

Foram a favor do arquivamento da denúncia os vereadores: Lucimar José Matias,Adelmo Batista Rezende,Laudiméia Vaz, Dias. Fabiano Ullisses de Souza.O presidente não votou por ser parte da denuncia.

O Presidente da Câmara,Tharles Leonel foi procurado pelo Jornal Norte Aki,mas foi aconselhado pela sua Assessoria Juridica a não falar sobre o assunto.