Português Italian English Spanish

Proprietário de gados é preso por deixar animais soltos na BR-153, em Porangatu

Proprietário de gados é preso por deixar animais soltos na BR-153, em Porangatu

O homem é acusado de colocar em risco a vida de outras pessoas ao deixar os animais soltos na rodovia

Divulgação
 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve na manhã desta segunda-feira (5) o proprietário de cerca de 20 cabeças de gado em Porangatu, na região norte de Goiás. O homem é acusado de colocar em risco a vida de outras pessoas ao deixar os animais soltos na rodovia.

Os agentes da PRF foram acionados por populares informando que havia diversos animais bovinos atravessando a BR 153, na altura do km 80, implicando sérios riscos de provocarem acidentes, já que os veículos precisavam frear bruscamente e desviar de cerca de 20 animais entre vacas e bezerros. Os policiais foram até o local e conseguiram tocar os animais para uma margem da BR até conseguirem uma propriedade rural para abrigá-los enquanto tentavam localizar o responsável. Por volta das 16h o dono dos bovinos compareceu ao posto da PRF e foi detido com base no artigo 132 do código penal, cuja pena varia de 3 meses a 1 ano de detenção.

A invasão repentina de um animal sobre a pista é uma das situações com a qual o motorista pode se deparar durante uma viagem, podendo provocar graves consequências. Dados da PRF mostram que no ano de 2015, 3.084 acidentes foram causados pela presença de animais nas rodovias federais de todo o país, ocorrências que deixaram 112 pessoas mortas e 465 gravemente feridas. No ano passado foram registrados 2.599 acidentes causados por animais nas BRs, ocasionando a morte de 90 pessoas e deixando 463 com ferimentos graves.

A PRF orienta os motoristas a reduzirem a velocidade, evitar manobras bruscas e acionar a corporação por meio do número 191 sempre que avistarem animais na rodovia federal ou nas imediações, com risco de ocupar a faixa de rolamento. Buzinas ou faróis altos devem ser evitados para não assustá-los. Para os proprietários que possuem propriedades à margem das rodovias, recomenda-se que realizem reparo nas cercas constantemente.

A PRF explica que os animais retirados das rodovias são encaminhados para algum local cercado. Em muitos casos, a PRF celebra parcerias com centros de zoonoses e aciona os profissionais para fazerem a retirada e encaminhamento adequado dos animais. Nas rodovias concedidas, a empresa que administra a via também pode ser acionada.

Em 2015, 27.586 animais foram recolhidos nas rodovias federais em todo o país, sendo 948 somente em Goiás. Em 2016 foram retirados da pista 38.428 animais (nas Brs goianas foram 1.331)

Além de responder criminalmente por colocar em perigo a vida das pessoas, quem abandona animais na via pública está sujeito a uma pena de dez dias a dois meses de detenção, ou multa, de acordo com o artigo 31 das contravenções penais. No caso de acidente com morte, o proprietário pode ter que reparar o dano causado ou mesmo ser responsabilizado criminalmente.

 

Fonte: PRF/Porangatu